Cruzeiro é campeão da Copa do Brasil

Pé na Bola

Por: Leandro Cézar

Foto: André Durão / Globoesporte.com

Depois da disputa nos pênaltis, o time de Minas Gerais conquista o pentacampeonato

Cruzeiro e Flamengo fizeram um jogo com poucas chances principalmente no primeiro tempo no Mineirão, em Belo Horizonte, na última quarta-feira (27). A final contou com a presença do ex-jogador Raul Plasman que jogou nos dois times. O Cruzeiro estava em busca do penta, já o Flamengo foi em busca do tetra.

O Rubro Negro começou o jogo com o meia Ewerton no time titular. Ele era dúvida porque estava machucado. Na partida teve um lance onde o centro-avante Paolo Guerreiro caiu fora da área e o árbitro Luiz Flavio de Oliveira, que teve uma atuação muito boa, mandou o jogo seguir de forma correta. A Raposa teve uma baixa durante o primeiro tempo: o jovem Raniel, de 23 anos, se machucou. O técnico Mano Menezes colocou Arrascaeta no lugar dele.

Com 6 minutos de jogo, o Mengão teve uma falta para cobrar. Guerreiro foi para a cobrança e a bola bateu na trave assustando o goleiro do Cruzeiro Fabio. Logo com 10 minutos de jogo, o Rubro Negro teve mais a posse de bola. A Raposa quase abriu o placar aos 13 minutos na finalização em que a bola passou perto do gol do Muralha.

Aos poucos, o Cruzeiro foi chegando mais ao gol, mas não estava conseguindo acertar nas finalizações. O primeiro tempo teve poucas chance para as duas equipes, porque tanto Cruzeiro quanto o Flamengo estavam ansiosos em busca do primeiro gol.

Aos 35 minutos, Arrascaeta tentou fazer o domínio da bola mas Muralha defendeu. O Flamengo deu um chute cruzado na direita aos 38 minutos com Berrío, mas a bola foi para fora.

Na segunda etapa, o Cruzeiro fez mais uma substituição: saiu Robinho com dores posteriores na coxa e entrou Rafinha. Já o Flamengo, voltou com o mesmo time. Embora a Raposa estivesse com duas baixas, não perdeu o pique e partiu para cima do Flamengo.

Com 6 minutos de jogo, Hudson cabeceou a bola para fora após cobrança de falta para o Cruzeiro. O Mengão quase abriu o placar aos 18 minutos: o meia Diego bateu bonito de fora da área e Fábio fez grande defesa.

Agora, aos 33 minutos, Arrascaeta perdeu grande chance de fazer o primeiro gol para o Cruzeiro após o Muralha dar um soco na bola de lado. Aos 38 minutos, em cobrança de falta para a Raposa, Arrascaeta bateu direto para o gol e a bola foi para fora. A partida terminou em 0 x 0 no tempo normal.

Nas cobranças de pênaltis brilhou a estrela do goleiro Fabio que defendeu um pênalti do Diego. Enquanto isso, o Cruzeiro converteu todas as cobranças.  A Raposa conquistou o quinto título da Copa do Brasil. Agora, a equipe de Minas empatou com o Grêmio que também tem cinco títulos em número de títulos.

O Cruzeiro garantiu vaga direto para a fase de grupos na Taça Libertadores da América de 2018 e abre uma vaga no Campeonato Brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *