Caranguejos apreendidos em operação

Mais de cem caranguejos das espécies Guaiamum (Cardisoma guainhumi) e Uçá (Ucides cordatus) foram devolvidos à natureza, na última quinta-feira (15),  por uma equipe do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Os animais foram soltos na Reserva Biológica Estadual de Guaratiba, situada na Zona Oeste da cidade e administrada pelo Inea.

Os caranguejos foram apreendidos por uma equipe de guarda-parques do  Inea durante uma vistoria realizada na Estrada Roberto Burle Max, em Barra de Guaratiba. Os animais foram capturados para venda o que é proibido em uma reserva biológica.  Ao perceberem a chegada da equipe do Inea, os infratores fugiram, deixando para trás os caranguejos que estavam amarrados e prontos para serem comercializados.

Com 3.360 hectares, a Reserva Biológica Estadual de Guaratiba protege importante remanescente de manguezal na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, associado à Baía de Sepetiba. Trata-se de ecossistema de grande valor ambiental, econômico e social, por oferecer inúmeros serviços ambientais, dentre os quais a manutenção da diversidade biológica; a oferta de pontos de repouso e alimentação para diversas espécies de aves migratórias, dentre outros.

Fonte: Ascom Sea

Foto Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *