Como manter o foco nas férias?

Ano novo, dificuldade velha. Manter a dieta nas viagens de férias é quase sempre um exercício difícil de ser praticado. Se o clima é de inverno, comemos além da conta por conta do frio. Se as temperaturas estão altas, costumamos exagerar no consumo das bebidas alcoólicas e nos sorvetes. O fato é que não dá para se privar de tudo e nem para jacar o tempo todo. É preciso fazer escolhas e tentar manter o equilíbrio.

O máster coach de bem-estar Bruno Fonseca aconselha algumas medidas para não perder o foco. “Quem não quer perder a forma durante as férias é de fundamental importância continuar fazendo exercícios, evitando a procrastinação, que nada mais é do que deixar de fazer uma atividade e adiá-la para outro dia. Neste período costuma ocorrer uma certa “preguiça” e consequentemente a perda do foco e planejamento das atividades físicas e controle com a alimentação. Já é uma época em que temos a tendência de comer alimentos mais calóricos! Cuidado! Ideal que se tenha o máximo de comprometimento nesse período, para que não prejudique o resultado de todo o ano que virá pela frente”.

O coach Daniel Wayand do box da Crown Recreio dá dicas para quem não quer parar a rotina de exercícios: “Tente manter pelo menos uma atividade física no início da manhã, seja uma caminhada ou corrida na praia, pratica de um esporte, como por exemplo, a famosa ‘pelada’ de futebol, alguns exercícios com peso corporal, ou seja, se movimentar de alguma forma, isso vai minimizar o ganho de peso, e claro, se possível controlar um pouco os alimentos mais calóricos.

A influenciadora digital Nathalia Adadd (@nathaliaadadd) consegue manter o foco mesmo quando está viajando. “Sempre que viajo, me permito viver experiências que saem da minha rotina alimentar, mas procuro manter uma rotina saudável durante a maior parte do tempo. Escolho hotéis que disponibilizem academia. Pode ser simples, pequena mesmo. Se tiver uma esteira já ajuda. Logo que acordo, faço pelo menos 40 minutos de aeróbico e, com isso, evito as desculpas decorrentes do dia de passeios para não ir à noite. Reservo um dia da viagem (ou dois, dependendo do tempo) para viver as experiências gastronômicas que puder, mas nos outros dias, dou prioridade a restaurantes que me possibilitem uma alimentação mais equilibrada. Não me privo, mas não abuso. Me permito conhecer os sabores dos lugares e isso, para mim, é viver em equilíbrio. Quando volto de viagem, aperto novamente na alimentação”, explica Nathalia.

 

Fonte: Assessoria de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *