Prefeitura arrecada mais de R$11 milhões

As  Coordenadorias Especiais de Transporte Complementar (CETC) e Fiscalização de Estacionamento e Reboques (CFER), vinculadas à Secretaria Municipal de Ordem Publica (SEOP), encerraram o ano de 2017 com uma arrecadação em multas de mais de R$ 11 milhões. Desse total, 30% serão repassados ao Fundo Especial de Ordem Pública (Feop), para serem investidos em melhorias com equipamentos e pagamento de folgas aos agentes da Guarda Municipal, na Seop.

A CETC teve 3.580 multas aplicadas aos profissionais que trabalham no transporte complementar da Prefeitura do Rio de Janeiro. Do total, 3.064 foram apenas autuados, 447 tiveram seus veículos removidos e outros 69 lacrados. O total arrecadado com as multas foi de R$ 3.354.556,57. Cabe ressaltar que o órgão passou o ano de 2017 com poucos recursos e sem o apoio de Policiais Militares que trabalham no Proeis. A Prefeitura já vem trabalhando para equacionar uma dívida existente com o governo do Estado, permitindo, com isso, que um novo convênio seja feito para o retorno desses policiais ao apoio no trabalho de fiscalização.

A ouvidoria da Seop e o telefone 1746 juntos, foram solicitados 775 vezes para que fossem checadas denúncias a respeito de irregularidades relacionadas às vans. Em função disso, 287 pessoas foram convidadas para prestar esclarecimentos na CETC, sendo 242 delas ouvidas. As maiores queixas foram relacionadas à alteração de itinerário, má conduta, não uso do validador, ponto irregular, veículos piratas, mau estado de conservação e negação de gratuidade.

Já a CFER removeu ao longo do ano de 2017 um total de 36.568 carros que estavam estacionados incorretamente na cidade. O total de arrecadação foi de R$ 11.390.308, 30 (R$ 8. 035.751, 73 com diárias em depósito e R$ 3.354.556,57 com a aplicação das multas).

Fonte: Ascom Ordem Pública

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *